Reunião extraordinária com os professores temporários

94

Mova-se e o movimento: Amigos professores temporários do Estado do Ceará realizaram na noite desta última terça-feira, 25/01, uma reunião extraordinária para debater e articular a organização dos Professores Temporários e também sobre o ato do dia 27 de janeiro na SEDUCa ser realizado, às 9hs, como uma forma de repudiar o modelo de seleção individualizado, que segundo os professores são expostos ao processo desgastante na humilhação.

Durante a reunião, foram discutidos várias pautas gerais entre elas:  Realização da nova seleção de provas e títulos, presencialmente ou na modalidade remota, na hipótese do aumento de casos ou mortes ocasionadas pelo contágio do vírus COVID 19; Igualdade salarial entre os professores temporários e os efetivos que ingressam na carreira docente; Contrato ininterrupto de 12 meses, garantindo assim o terço de férias e o direito a receber a rescisão do contrato após esse período trabalhado; Remuneração do professor temporário de acordo com a titulação acadêmica;

Como pautas urgentes foram destacadas pelos participantes:

  • Realização da nova seleção de provas e títulos, presencialmente ou na modalidade remota, na hipótese do aumento de casos ou mortes ocasionadas pelo contágio do vírus COVID 19.
  • Revisão do atual modelo de seleção simplificada o chamado ‘’Artigo 4°”, para que possa ser realizado de maneira unificada por CREDE/SEFOR e apenas com entregas de documentos;

Para o coordenador do Sindicato Mova-se, o prof. Pádua Araújo esse é o momento de união e luta. “Estamos prontos para os desafios que estão por vir, e nós da direção do Mova-se certamente abraçamos e apoiamos a luta pela valorização dos professores temporários, por uma seleção justa e transparente, igualdade salarial e outros direitos…” reforça o coordenador Pádua.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome