Trabalhadores sairão às ruas contra o desemprego nesta sexta (3)

440

“O 3 de outubro é uma importante jornada de luta consolidada na agenda do sindicalismo classista”, informou o secretário de Relações Internacionais da CTB, Divanilton Pereira, ao falar sobre as manifestações que ocorrerão em todo o mundo nesta sexta-feira (03/10).


A mobilização internacional é convocada pela Federação Sindical Mundial (FSM) em alusão à data de fundação da entidade que completará seus 70 anos em 2015.


Neste ano, o tema das atividades será o combate ao desemprego, que já atinge mais de 200 milhões de pessoas. “A erradicação do desemprego e a abolição da exploração do homem pelo homem deve ser o objetivo da classe trabalhadora mundial”, sublinhou o secretário-geral da FSM, George Mavrikos.

Estaduais


Em todo o país, as seções estaduais da CTB farão atividades em defesa dos direitos da classe trabalhadora. Em São Paulo o ato deve contar com a participação do presidente Adilson Araújo e será na Praça Ramos (em frente ao Teatro Municipal) a partir das 10 horas. Já no Rio de Janeiro, os sindicalistas se reunirão na Rua Uruguaiana (saída do metrô) a partir das 11h30. Outros atos devem ocorrer também na Bahia, Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Rio Grande do Sul e Goiás.


Neste Dia Internacional de Ação da FSM os cetebistas exigirão medidas de proteção aos desempregados e um trabalho digno para todos. Divanilton destaca que apesar da crise capitalista atingir diretamente aos trabalhadores principalmente em países da Europa, o Brasil tem a menor taxa dos últimos anos e por este motivo o slogan que será usado nas mobilizações desta sexta-feira (3) no país será “Desemprego aqui? Nem que a vaca tussa”, em alusão a frase dita pela presidenta Dilma Rousseff que afirmou não mexer nos direitos da classe trabalhadora caso seja reeleita.


De acordo com a FSM serão organizadas manifestações na América Latina, Ásia, África, Oriente Médio, Europa e Austrália.


Fonte: Portal CTB

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome