Mova-se presente no Seminário Nacional: Energia, Educação e Indústria

384

O diretor do Sindicato Mova-se Hernesto Luz participou, nos dias 21 e 22 de julho, do II Seminário Nacional: Energia, Educação e Indústria no Brasil, no Rio de Janeiro. O evento visou intensificar o processo de luta estratégica por mudanças no modelo elétrico, em especial para a Educação, Direitos e Desenvolvimento Industrial no país, além da maior geração de empregos e distribuição de renda possível ao povo brasileiro.


“Estamos todos nessa luta. A classe trabalhadora está sob forte ameaça e o Mova-se se constitui como um importante instrumento de resistência no processo de luta de nossa classe”, afirmou Hernesto.


Organizado pela Plataforma Operária e Camponesa para a Energia, o seminário nacional pretende discutir junto às organizações de trabalhadores os rumos do petróleo brasileiro e sua importância para o futuro da educação e da indústria, atualizando o debate sobre o atual modelo energético e buscar uma pauta comum que balize as ações para os próximos anos.


De acordo com Gilberto Cervinski da coordenação nacional do MAB, o seminário é uma continuidade de um processo de articulação nacional em torno das questões da energia, em defesa da Petrobrás e do petróleo brasileiro, por mudanças no modelo elétrico, com o uso dos recursos destes setores, em especial para a Educação, Direitos e Desenvolvimento Industrial no país, além da maior geração de empregos e distribuição de renda possível ao povo brasileiro.


“A partir do acúmulo de ações conjuntas realizadas nos Estados desde então, como a luta pela renovação das concessões das hidrelétricas estatais e as mobilizações em defesa do petróleo brasileiro, o seminário busca aproximar os trabalhadores do campo e da cidade a fim de se construir posições para contrapor o modelo energético em vigor”.


Para Cervinski, o capital internacional pretende aplicar na Petrobrás a mesma política realizada nos anos noventa com o setor elétrico. “O futuro neoliberal do petróleo é a atualidade do setor elétrico. Atualmente, o setor elétrico brasileiro é um centro de especulação, muito parecido com um paraíso fiscal”, comparou.


Fonte: MAB

Link: http://bit.ly/2a65ecH


Serviço:

Assessoria de Imprensa

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

Facebook: facebook.com/SindicatoMovaSe

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome