Mova-se garante assento na 4ª CNSTT

403

O Sindicato Mova-se garantiu assento na 4ª Conferência Nacional do Trabalhador e da Trabalhadora – CNSTT, marcada para acontecer em Brasília de 10 a 13 novembro de 2014. O tema será: Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora direito de todos e todas e dever do Estado.


Para o diretor de Relações Intersindicais Hernesto Luz, que saiu delegado para representar o Sindicato, o tema é de extrema relevância para a classe trabalhadora, pois é de conhecimento que os servidores públicos do estado têm apresentado alto índice de adoecimento por conta das más condições de trabalho.


Hernesto destaca, que casos como assédio moral e LER/DORT ainda são comuns entre os servidores do estado e pede aos sindicalizados que procurem o Sindicato para denunciar esses e outros casos de adoecimento no trabalho. “O que está em jogo são interesses antagônicos entre o capital e o trabalho. Portanto, o trabalhador organizado através do seu sindicato terá mais chance de ter acesso ao que é seu por direito, que é um trabalho digno, decente e livre de adoecimento”, garantiu o diretor.


O Mova-se assume o compromisso de defender as bandeiras de luta dos servidores públicos do Ceará e demais trabalhadores, sejam eles formais ou informais e garante que a saúde do trabalhador e da trabalhadora é antes de qualquer coisa uma questão de luta de classe.

4ª Conferência Estadual


O diretor Hernesto Luz, participou nos dias 9, 10 e 11 de junho, no Mareiro Hotel, em Fortaleza, da 4ª Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (4ª CESTT). O evento promovido pelo Conselho Estadual de Saúde do Ceará (Cesau-Ce) e pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), teve como objetivo avaliar e propor diretrizes para a formulação e implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (PNSTT) nos níveis municipal, estadual e nacional.


Os principais eixos abordados foram: O desenvolvimento socioeconômico e seus reflexos na saúde do trabalhador (a); Fortalecer a participação dos trabalhadores e das trabalhadoras, da comunidade e do controle social nas ações de saúde do trabalhador e da trabalhadora e A efetivação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador (a).


Informações: SINDpd

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome