Servidores da Saúde pedem socorro e denunciam falta de equipamentos de segurança adequados nas unidades hospitalares

405

Em meio à pandemia do Novo Coronavírus, com o aumento do número de casos em Fortaleza e em todo Estado do Ceará, os profissionais da saúde e da hemodinâmica do Hospital do Coração estão se sentido cada vez mais inseguros com a possível contaminação de Covid-19.
Conforme denúncia recebida pelo MOVA-SE (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará), os trabalhadores da saúde estão trabalhando em meio ao um caos devido à falta de condições de trabalho: as unidades hospitalares não têm EPIs adequados e suficientes para a proteção dos profissionais, que estão, consequentemente se infectando e adoecendo.
Funcionários e servidores com altíssimo risco para contaminação e até mesmo, trabalhando contaminados, exercem seu papel sem proteção adequada, notificação e acompanhamento, pois, não existe nenhuma fiscalização dos órgãos responsáveis, além de serem discriminados e assediados pelas chefias dos hospitais no qual não compreendem o sofrimento de cada funcionário, nem mesmo, cooperam no suporte para o enfrentamento da crise, uma afronta, desrespeito e falta de ética profissional.
A denúncia relata também que não existe nenhum médico clínico dentro dos hospitais para prestar de imediato os primeiros atendimentos aos funcionários e servidores com sintomas da Covid-19, haja vista, que os cooperados, terceirizados e servidores estão sem atendimento médico na Uniklinic e em outras emergências que atendem o ISEC.
Solidários com esses trabalhadores(as), o MOVA-SE solicita ao Governado do Estado, Secretaria de Saúde, SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho e outros órgãos responsáveis, compor um plano de urgência para tratar dos problemas específicos desta categoria estabelecendo os critérios de afastamento imediato dos servidores e cooperados que compõe o grupo de risco, fornecimento de EPI’s adequados e suficientes para todos(as), além da melhoria nas condições de trabalho e fiscalização nas unidades.

Mova-se. Diretoria Colegiada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome