NOTA DE SOLIDARIEDADE

48

NOTA DE SOLIDARIEDADE

Invasão da Casa do Companheiro Nestor Bezerra pela Polícia Militar: Uma Violação dos Direitos Humanos.

A notícia da invasão da casa do companheiro Nestor Bezerra, presidente do Sindicato da Construção Civil e dirigente do Agrupamento (movimento) Travessia, pela Polícia Militar sem mandado, causando pânico e constrangimento à sua família, é profundamente preocupante. Essa ação representa uma grave violação dos direitos humanos do companheiro Nestor e de sua família, e levanta sérias questões sobre a conduta da Polícia Militar. Mesmo com a justificativa que a ação do Comando da Polícia teria sido motivada pela investigação de um crime ocorrido em uma escola próxima à casa do líder sindical, não justifica tal invasão.

A falta de respeito e de cuidado por parte das autoridades policiais deixou claro que é necessário um maior treinamento e conscientização sobre os direitos dos cidadãos. Nestor, um líder sindical respeitado, sempre lutou pela justiça e pelos direitos dos trabalhadores(as), teve seu direito violado. É inadmissível que as autoridades policiais se comportem de maneira tão despreparada e desumana, invadindo casas sem autorização legal e causando terror em seus moradores.

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará/MOVA-SE se solidariza com o companheiro Nestor Bezerra e sua família, e reitera seu compromisso na luta por um mundo mais justo e igualitário, onde os direitos humanos sejam respeitados e a violência seja combatida.

É importante acompanhar o desenrolar desse caso e cobrar que as investigações sejam realizadas de forma transparente. É necessário que os responsáveis pela invasão da residência de companheiro Nestor Bezerra sejam responsabilizados, e que medidas sejam tomadas para evitar que episódios violentos como esse se repitam.

MOVA-SE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome