XI Marcha em Defesa do Serviço Público: Um Ato Contra a Reforma Administrativa

68
Aconteceu na manhã da última quarta-feira, 24 de abril de 2024, a XI Marcha em Defesa do Serviço Público. A manifestação, que teve como tema central “Diga Não à Reforma Administrativa”, reuniu vários servidores públicos, sindicalistas, movimentos sociais e populares, em um forte repúdio às medidas propostas pelo governo federal.

A direção do Sindicato MOVA-SE esteve presente na Marcha, somando-se à luta contra a Reforma Administrativa. O sindicato, que representa os trabalhadores(as) no serviço público estadual do Ceará, abrangendo os trabalhadores(as) da Administração Pública Direta, das Autarquias, das Fundações Públicas, das Sociedades de Economia Mista e das Empresas Públicas do Estado do Ceará, bem como dos Poderes Legislativos e Judiciário, denuncia que a reforma, além de reduzir o número de servidores públicos, também irá “normalizar” a precarização da mão de obra, através da contratação de trabalhadores terceirizados e comissionados, sob a falsa promessa de diminuir os custos aos cofres públicos. Na ocasião, o MOVA-SE destacou os impactos negativos da reforma, como a diminuição da qualidade dos serviços públicos, o aumento da carga de trabalho para os servidores remanescentes e a violação de direitos trabalhistas.

Além da Reforma Administrativa, a marcha também repudiou o governador Elano de Freitas pela não efetivação do pagamento de retroativos aos servidores públicos do estado. Os manifestantes classificaram a atitude do governador como um calote, demonstrando sua indignação com a falta de compromisso com o funcionalismo público cearense.

A XI Marcha em Defesa do Serviço Público:”servidores na ruas pela reconstrução de direitos” foi um importante ato de força e resistência dos servidores públicos cearenses. A união das categorias em prol de seus direitos demonstra a importância do serviço público para a sociedade e a necessidade de que este seja valorizado e fortalecido.

ONDE TEM LUTA, TEM MOVA-SE!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome