Reforma da Previdência: Mova-se recebe José Pimentel

53

O Sindicato Mova-se através da Diretoria de Formação promoveu, no dia 07 de março, o seminário sobre a Reforma da Previdência com a presença do ex-ministro da Previdência José Pimentel. O evento contou com a participação de dirigentes da CUT-CE, representantes sindicais e servidores públicos.

Pimentel iniciou seu debate com um breve resgate do movimento social, democrático e sindical a nível nacional e internacional, e em seguida explicou alguns pontos das mudanças da reforma da Previdência de Jair Bolsonaro. “O Brasil construiu uma previdência em que todos da terceira idade passaram a ter os benefícios, os trabalhadores rurais, o pescador artesanal, o extrativista, o público que chamamos de previdência especial. Sendo hoje, aos 55 anos de idade a mulher e aos 60 anos de idade o homem, com 15 anos de comprovação, ambos possuem o direito de receber uma aposentadoria de um salário mínimo”, destacou.

Mas o ex-senador ponderou que essas regras atuais serão alteradas, passando a exigir da mulher do campo 60 anos e 20 anos de contribuição. Segundo Pimentel, nesse ramo de atividade, particularmente, no Ceará, onde a seca é uma realidade e a produção deixa de existir, esses trabalhadores não têm como contribuir, por isso é preciso manter a idade de 55 anos para a mulher e 60 anos para o homem.

Servidor público

As mudanças também irão mexer na idade de aposentadoria do servidor público. Hoje uma servidora com 55 anos de idade e 30 anos de contribuição se aposenta com o salário do mês, chamada de integralidade e paridade. De acordo com Pimentel, essa idade está sendo elevada para 62 anos e 40 anos de contribuição para que ela possa receber o mesmo valor de antes. Já o servidor público terá a sua idade elevada para 65 anos e 40 anos de contribuição, portanto ocorrerá uma mudança bastante profunda nesse segmento, da mesma forma para os servidores da iniciativa privada.

Pimentel parabenizou o Mova-se pelo forte debate sobre o momento político, os caminhos de construção do sindicalismo brasileiro e pela necessidade de inovar e compreender a quarta revolução industrial para devolver uma sociedade e um estado mais justo e mais fraterno, e ao mesmo tempo, fazer uma reflexão sobre os rumos da previdência brasileira. “O único objetivo dessa reforma é reduzir direitos para aumentar o lucro do sistema financeiro nacional e internacional. Por isso, precisamos ter o forte compromisso na defesa dos interesses da classe trabalhadora e de toda a sociedade”, afirmou.

Livro

Durante o seminário, os participantes receberam o livro “José Pimentel – Um mandato coletivo e popular no Congresso Nacional”. O livro detalha os números que marcaram sua atuação parlamentar.

 

Serviço:
Assessoria de Imprensa
Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se
Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome