Tentativa de golpe no Mova-se

432

Companheiros e companheiras

Como já deve ser do conhecimento da maioria de vocês, o ex-coordenador, Airton Lucena, inconformado por não se perpetuar na coordenação do MOVA-SE, e substituído pelo atual coordenador, João Batista Silva, no processo interno e salutar de alternância dos quadros do MOVA, como prevê o estatuto, está tentando voltar à coordenação por meio de um golpe. O ato de desespero coincide com o recente comunicado da SEPLAG para que ele se apresente ao seu órgão de origem: a STDS.

Se auto-intitulando como “representante dos excluídos” e utilizando a infraestrutura do MOVA-SE, o ex coordenador viajou em 2011 pelo interior do estado colhendo assinaturas e mandando ofícios com o timbre do MOVA-SE para fazer uma assembléia extraordinária com o objetivo de “destituir a atual diretoria (incluindo regionais e suplentes)”. No final de 2011, a situação financeira do sindicato obrigou a coordenação a cortar drasticamente a maioria das despesas. Com isso, as freqüentes e misteriosas viagens (ele não dava ciência à diretoria do que fazia) do ex-coordenador tiveram que parar, mas ele não se conformou.

É preciso deixar claro qual é a real situação financeira do MOVA-SE após o mandato do Sr. Airton Lucena. Um montante elevado de cobranças de dívidas da gestão passada (INSS e FGTS dos funcionários, contas diversas, dívida ativa, etc) resultou na falência do sindicato. A nossa sede, patrimônio dos filiados, está penhorada e o nome do sindicato está no cadastro nacional de devedores (Serasa e SPC). Dívidas que a atual gestão está renegociando e pagando ao custo de muita austeridade e sacrifício.

Feitos estes esclarecimentos vamos analisar os quatro pontos da “pauta” da assembléia marcada pelo Sr. Airton para o dia 10/2, às 13 horas, no sindicato:

PONTO 1 – Prestação de Contas do MOVA-SE

Se essa prestação de contas se refere à atual gestão está em desacordo com o estatuto atualizado. O prazo para a prestação de contas do exercício de 2011 se encerra em 30 de junho de 2012 (Art. 17, parágrafo 1º). Se a prestação de contas se refere ao exercício anterior (2008 – 2010) uma auditoria acompanhada pelo Ministério Público já está em andamento. Curioso que enquanto foi coordenador, o senhor Airton nunca se interessou em prestar contas dos gastos do seu mandato. Pelo que já se sabe parcialmente, a notícia da auditoria nas contas da gestão passada deve estar fazendo algumas pessoas em noites de sono.

PONTO 2 – Antecipação das Eleições Gerais do MOVA-SE e posse imediata.

A eleição da atual diretoria (chapa única) ocorreu em clima democrático e de normalidade, onde mais de quatro mil servidores votaram. Tentar cercear o mandato de uma diretoria democraticamente eleita é atentar contra a vontade soberana de todos esses eleitores para satisfazer os desejos de um homem com pretensões megalomaníacas.

PONTO 3 – Instalação de Junta Governativa até as eleições

Desnecessário dizer que o ex coordenador se agarra a essa tentativa de golpe para voltar à coordenação. Muitas pessoas que assinaram o abaixo-assinado ligaram para o sindicato pedindo explicação sobre o que tinham assinado. Ou seja, para conseguir as assinaturas o ex coordenador ludibriou os servidores contando uma história diferente em cada secretaria, de acordo com a conveniência, demonstrando sua total falta de ética e consideração pelos filiados.

PONTO 4 – Atos anti sindicais da coordenação.

Para preservar o bom nome que o MOVA-SE sempre teve, o ex coordenador está prestes a responder no Ministério Público a um inquérito por assédio moral contra a jornalista do sindicato, encaminhado pela maioria dos atuais diretores que não compactuam com o modo desrespeitoso e truculento com que ele tratava os subordinados (trabalhadores de outras categorias) e os próprios diretores que discordassem das suas posições. Outro processo, pelo mesmo motivo, está sendo encaminhado ao Ministério do Trabalho, pelo Sindicato dos Jornalistas. Como defesa, o ex coordenador tenta a todo custo desmoralizar a atual diretoria, inclusive os diretores regionais.

Bem, companheiros, são estes os pontos que queríamos socializar. Aproveitamos para informá-los que:

A primeira assembléia para apresentação dos resultados da auditoria sobre as contas do mandato da gestão passada será nesta quarta-feira, 8/2/2012, às 13 horas, na sede do Mova-se.


Diretoria colegiada

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome