Sindicato Mova-se lamenta a morte de Eduardo Campos

420

É com pesar que o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se lamenta a morte precoce e trágica do candidato do Partido Socialista Brasileiro – PSB à Presidência da República, Eduardo Campos. O País sofre a dor da perda de uma das mais promissoras lideranças da política brasileira.


Eduardo, aos 49 anos recém completados, vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual e federal, ministro, secretário de Estado e governador de Pernambuco, por duas vezes. Teve uma longa caminhada com a presidenta Dilma Rousseff durante o governo do então presidente Luiz Inácio Lula, quando os dois eram ministros. Candidato à Presidência da República, sempre apresentava posturas coerentes com os princípios que norteavam sua vida, como a busca por justiça social.


Vítima de acidente aéreo, no dia 13 de agosto, em Santos (SP), o candidato estava acompanhado de Alexandre da Silva (fotógrafo), Carlos Augusto (assessor), Geraldo da Cunha (piloto), Marcos Martins (piloto) Pedro Valadares Neto (assessor de campanha) e Marcelo Lira (cinegrafista).


Nossas condolências à família de todas as vítimas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome