Para Eliana Calmon, STF será avaliado pela sociedade durante julgamento do mensalão

392

A corregedora nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Eliana Calmon, disse hoje (23) que julgamento dos réus do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) será também uma oportunidade para que a Corte seja avaliada pela sociedade.


“A realidade que está retratada nos autos vai ser mostrada quando houver o julgamento. E é neste momento que o Supremo passa a ser julgado pela opinião pública”, declarou antes de fazer uma palestra no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).


Segundo Eliana Calmon, o julgamento previsto para 2 de agosto vem criando uma expectativa muito grande na opinião pública. “Não é que ele [STF] vai se pautar pela opinião pública, mas todo e qualquer poder, no regime democrático, também se nutre da confiabilidade daqueles a quem ele serve”, ressaltou.


Para a corregedora o país vem passando por mudanças importantes, e a participação popular tem papel fundamental para que isso ocorra. “O que foi a [Lei da] Ficha Limpa, se não uma reação da população contra este movimento de pessoa sem qualificação para exercerem os cargos públicos”, disse. “Foi o primeiro passo da indignação popular”, completou.


Mensalão foi o nome dado para as investigações conduzidas pela comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI), no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de um suposto esquema de compra de votos de parlamentares pelo Executivo. O STF julgará 38 réus que constam dos autos do processo, entre eles José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil no governo Lula.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome