Greve dos PMS e bombeiros recebe apoio dos movimentos populares

557

Na segunda-feira, 2/1, representantes de mais de 30 sindicatos, associações, partidos políticos e movimentos populares atenderam ao chamamento das centrais sindicais para uma reunião no auditório do Sindicato dos Comerciários em prol da causa. Foram debatidos propostas e encaminhamentos que deverão ser postos em prática a partir das 15 horas de hoje.

Com os policiais e bombeiros aquartelados e proibidos de participar de novas manifestações depois de exporem a situação atual, a APROSPEC (Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Estado do Ceará) foi representada por um funcionário terceirizado. O MOVA-SE foi representado pela diretora Rita Galvão, que destacou a importância do apoio das entidades para o fortalecimento não só do movimento dos policiais, mas para a luta dos servidores que não conseguem abrir um canal de negociação com o governo.

Os debates tiveram muita participação e demonstraram a preocupação de todos com o momento atual e a intransigência do governo Cid Gomes de se fechar para a negociação. A coordenadora do FUASPEC (Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Ceará), Jeruza Matos, citou a tentativa frustrada dos representantes do Ministério Público, Socorro França e Fernando Oliveira, na noite da sexta-feira, 30/12, buscar uma intermediação com o governo. Os deputados Eliane Novaes e Dedé Teixeira buscaram o mesmo junto à Comissão de Recesso da Assembléia Legislativa, sem respostas.

Entre as propostas discutiu-se a necessidade de se pensar uma “nova polícia”, que não seja o braço repressor do governo; a necessidade de autonomia e liberdade sindical; a truculência e descaso do governo Cid Gomes com os trabalhadores; o amadurecimento do movimento sindical a partir de reuniões como essa; a luta contra o capitalismo que desumaniza a sociedade.

AGENDA POSITIVA da semana:

Terça-feira, 03/01 – Ato em frente ao 6º Comando da PM (Bairro Antonio Bezerra) a partir das 15 horas.

Quarta-feira, 04/01 – Caminhada reúne toda a sociedade que apóia o movimento dos policiais. Roteiro começa às 8 horas na Secretaria de Segurança Pública (Av. Bezerra de Menezes) em direção ao 6ª Comando.

Quinta-feira, 05/01 – Reunião entre as entidades para definir Greve Geral das categorias para a terça-feira, dia 10/01 e ato no Palácio da Abolição.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome