Sindicato MOVA-SE participa ativamente da Marcha do 1º de Maio em Fortaleza

56

Sindicato MOVA-SE participa ativamente da Marcha do 1º de Maio em Fortaleza

Fortaleza, CE – 02 de maio de 2024 – A direção do Sindicato MOVA-SE teve forte presença na Marcha do 1º de Maio deste ano, que aconteceu em Fortaleza sob o tema “Por um Brasil mais justo”. A manifestação, organizada pelas centrais sindicais CUT Ceará, CTB, Intersindical, Coletivo Sindical e Popular Travessia, além das frentes Brasil Popular, Levante Popular da Juventude e Povo Sem Medo, reivindicou melhores condições de trabalho, salários iguais para homens e mulheres e o fim das medidas anti-trabalhistas do atual governo estadual.

Resistência e luta por direitos

Para o Sindicato MOVA-SE, o 1º de Maio de 2024 assume um significado ainda mais importante, marcado pela resistência às tentativas de retrocessos e à luta por direitos básicos dos servidores, neste sentido a direção do Sindicato  denuncia:

  • A criminalização da greve e o desrespeito à data-base da categoria de servidores públicos: O governo estadual ainda não pagou o retroativo a janeiro de 2024, prejudicando os trabalhadores.
  • Baixos salários: A maioria dos servidores públicos recebe abaixo do salário-mínimo, principalmente no código 101.
  • Precarização nas unidades de saúde: Falta de EPIs, GDI para o pessoal administrativo e condições precárias de trabalho.
  • Ausência de um Plano de Cargos, Carreira e Salário (PCCS): Prejudicando diversos setores administrativos em secretarias.
  • Desrespeito aos Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs): CEASA, EMATERCE e CIPP.
  • Taxação de 14% sobre aposentadorias e pensões: Uma medida injusta que persiste desde o governo de Camilo Santana.

Apesar dos desafios, o MOVA-SE segue firme na luta:

  • Resistência: O sindicato se recusa a ceder às tentativas de retrocessos e à criminalização da luta dos trabalhadores.
  • Denúncia: O MOVA-SE denuncia as injustiças e os ataques aos direitos da classe trabalhadora.
  • Luta: O sindicato segue mobilizado na luta por melhores condições de trabalho, salários dignos e o fim das medidas anti-trabalhistas.

O chamado do MOVA-SE:

  • União: A luta por direitos é coletiva e exige a união de todos os trabalhadores.
  • Mobilização: O MOVA-SE convida todos a se juntarem à luta por um Brasil mais justo.
  • Resistência: A luta por direitos é árdua, mas o MOVA-SE segue firme na resistência e na busca por um futuro melhor para todos os trabalhadores.

Onde tem luta, tem MOVA-SE!

Professor Pádua Araújo, Coordenador do MOVA-SE

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome