Nota de repúdio

425

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se) repudia com indignação a truculenta ação ensejada pela Secretaria Estadual da Saúde (SESA), no dia 26 de maio de 2017, às 14 horas, ao comunicar por telefone o afastamento formal da diretora de Assuntos Intersindicais do Mova-se Auxiliadora Alencar, lotada no Hospital César Cals.


De acordo com o processo administrativo, a perseguição política sofrida pela servidora pública se dá em represália a uma atitude cidadã e sindical de denunciar a precária situação do atendimento oferecido pelo Hospital. A SESA quer calar a voz da diretora do Mova-se, assim como quer omitir os graves problemas enfrentados pelos funcionários e os riscos causados à saúde e à vida da população.


Desse modo, quando recebemos a comunicação oficial da SESA, entregue pela diretora sindical, acionamos imediatamente o Departamento de Assuntos Jurídicos para defender a servidora que tanto luta por melhores condições de trabalho para TODOS os profissionais da Saúde do Ceará.


Informamos que segundo a legislação brasileira em vigência a dirigente sindical possui imunidade constitucional garantida no art. 8º, VIII da CF/88 desde o registro de sua candidatura até o prazo de um ano após o término de seu mandato sindical e que NÃO ACEITAREMOS em NENHUMA HIPÓTESE, nenhum tipo de ataque a sua condição e conduta no serviço público.


NÃO RECUAREMOS
na defesa de Auxiliadora Alencar e EXIGIMOS a sua IMEDIATA recondução ao seu local de trabalho sem quaisquer prejuízos em suas atividades.


                       Mova-se em defesa do servidor público estadual desde 1988.


                                            Diretoria Executiva Colegiada do Mova-se

 


Serviço:

Assessoria de Imprensa

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

E-mail: falecom@mova-se.com.br

Facebook: www.facebook.com/SindicatoMovaSe/


 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome