MOVA-SE visita Hemoce e defende melhores condições de trabalho e remuneração digna para servidores(as) do setor Administrativo.

43

MOVA-SE visita Hemoce e defende melhores condições de trabalho e remuneração digna para servidores(as) do setor Administrativo.

Na última sexta-feira (10/05), a diretoria do MOVA-SE esteve presente na sede do Hemoce em Fortaleza, em uma visita organizada pelos empregados públicos do setor administrativo da unidade e filiados ao sindicato. O objetivo da visita foi verificar as condições de trabalho e as dificuldades enfrentadas por esses servidores. A principal preocupação do MOVA-SE é com a situação salarial das servidoras, que, mesmo após alcançar um nível mais alto na carreira, continuam recebendo valores rebaixados e enfrentam dificuldades financeiras. Além disso, o valor do vale-alimentação é considerado baixo, o que contribui para a precariedade da situação.

O MOVA-SE representado pelo coordenador do Sindicato Professor Pádua Araújo, a diretora da Saúde do Trabalhador(a), Mary Anne, e o advogado do sindicato, Dr. Rafael Marques, que na ocasião, esclareceu sobre as seguintes pautas:

GDI, referente as formas das avaliações individuais; incorporações de gratificações entre elas: as especialização de gratificação para aqueles servidores que têm período de se aposentar e ainda não conseguiu o benefício, ou seja, conforme os esclarecimentos os servidores públicos do estado, precisam ficar no mínimo 05 anos na ativa com a gratificação para incorporar na aposentadoria segundo a Lei 159 do estado. Outro ponto importante, foi sobre a questão do abono de permanência.

Na ocasião, a diretoria do MOVA-SE relatou sobre a urgência da necessidade de incluir os funcionários públicos do setor administrativo no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) da Secretaria de Saúde do Estado. Para o MOVA-SE, essa medida é fundamental para garantir um aumento justo nos salários e melhores condições de trabalho para esses servidores(as).

Após a visita no Hemoce, os representantes do sindicato planejam se dirigir à SESA para abordar problemas semelhantes encontrados por lá. Pádua Araújo, enfatizou a importância de um movimento amplo de apoio e defesa dos trabalhadores(as) do setor administrativo em todas as unidades e secretarias de saúde do estado. A mobilização é vista como fundamental para garantir melhorias nas condições de trabalho e remuneração desses profissionais.

ONDE TEM LUTA, TEM MOVA-SE!
JUNTOS(AS) NA DEFESA DOS ADM!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome