MOVA-SE realiza reunião emergencial para discutir a Reforma da Previdência do Governo do Estado

319

Em continuidade às atividades em defesa dos servidores públicos, o MOVA-SE realizou na manhã desta última quarta-feira dia, 11/12, uma reunião emergencial e extraordinária para discutir sobre a Reforma da Previdência do Governo do Estado, no qual, o governador Camilo Santana antecipa toda maldade de Bolsonaro com os servidores públicos ao enviar para Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), a proposta da Reforma da Previdência Estadual no qual reduz o valor da pensão por morte e anuncia a taxação de aposentadorias e pensões acima de dois salários mínimos. A reforma enviada propõe ainda, a alteração da idade mínima da aposentadoria dos servidores estaduais, que saltará de 60 anos para 65, se homens, e de 55 para 62, no caso das mulheres, assim como o estabelecido pela reforma aprovada pelo Planalto em novembro.

A proposta do Governador Camilo à Assembleia Legislativa é adequar o Ceará à PEC 103/2019, o texto principal da contrarreforma em que inclui os estados e municípios apresentada como PEC Paralela do governo de Bolsonaro.

Na referida reunião os dirigentes sindicais organizaram um plano de lutas para barrar mais esse retrocesso e destacou à importância do serviço público para a sociedade onde questionaram sobre o descaso do governo em relação aos concursos públicos como forma de equilíbrio do referido déficit orçamentário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome