Mova-se no abril vermelho: em defesa do meio ambiente

386

Nesta terça-feira (21/04), o Sindicato Mova-se juntamente com várias entidades e movimentos estiveram no ato/marcha e missa dos Mártires no Distrito de Tomé (Limoeiro do Norte) na V Semana Zé Maria do Tomé. O momento foi para reivindicar justiça, em defesa do meio ambiente, contra o uso do agrotóxico e em memória a Zé Maria do Tomé, ambientalista brutalmente assassinado em 2010 por denunciar os danos causados à saúde dos trabalhadores em decorrência do uso do agrotóxico por parte do Agronegócio desenvolvido na região.


Segundo o diretor de formação política e sindical do Mova-se e membro da Renap, Martinho Olavo, a demonstração de unidade em prol dessas bandeiras demonstra que a classe trabalhadora mantém viva a solidariedade e a consciência de classe. “Foi um momento de lamento e festa ao mesmo tempo, pois no mesmo instante que se trazia à memória o bárbaro homicídio de Zé Maria e as recentes mortes por câncer de trabalhadores expostos ao manejo do agrotóxico, também se festejava a conquista do abastecimento alternativo de água para a comunidade do Tomé, haja vista a água utilizada pela comunidade estar contaminada pelos venenos usados nas lavouras”, explicou. 


A marcha foi marcada pela emoção das falas, bem como pela mística do povo. A atmosfera era de entusiasmo. A palavra de ordem que expressa isso, dizia: “Ô, Zé Maria, aqui estamos nós; tiraram sua vida, mas não calaram sua voz”.


Algumas das várias organizações presentes: Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, Renap, Grupo Tramas/UFC, Cáritas Diocesana e Movimento 21.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome