Mova-se cobra reunião para denunciar práticas antissindicais

329

O coordenador-geral em exercício do Sindicato Mova-se Hernesto Luz e o diretor Jurídico João Pinto protocolaram ofício na terça-feira (06), na Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e no Palácio da Abolição para tratar sobre as constantes práticas antissindicais e perseguição política sofrida pela diretora sindical Auxiliadora Alencar em seu local de trabalho.

 

Desrespeito 
Durante visita ao Hospital César Cals na terça-feira (06), os diretores do Mova-se foram impedidos de entrar para falar com a referida diretora sindical, sendo estes mais uma vez desrespeitados pela advogada da unidade hospitalar. Os representantes sindicais afirmam que esse tipo de conduta não será tolerada e que o sindicato fará de tudo para combater.


O Mova-se está tomando todas as medidas jurídicas para defender a servidora e diretora sindical a fim de combater esse tipo de atitude. 



Perseguição 

A diretora do Mova-se Auxiliadora Alencar foi afastada de seu local de trabalho no dia 26/05, através de processo administrativo, por denunciar a precária situação do atendimento oferecido pelo Hospital César Cals.



NOTA DE REPÚDIO



MOVA-SE É IMPEDIDO DE ENTRAR NO HGCC


Serviço:

Assessoria de Imprensa

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

E-mail: falecom@mova-se.com.br

Facebook:  www.facebook.com/SindicatoMovaSe/

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome