A luta pelos direitos tem data marcada: 28 de abril

458

Em tempos de retrocessos sociais mais do que nunca os trabalhadores e integrantes dos mais variados movimentos sociais precisam se unir para que as pautas de retiradas de direitos não avancem no Congresso Nacional e também na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.


A “contrarreforma da previdência” é mais um passo ousado do ilegítimo presidente Michel Temer na retirada dos direitos dos cidadãos e será alvo da maior mobilização dos trabalhadores, trabalhadoras, estudantes, professores, negros, LGBTs, quilombolas, secundaristas e o movimento de esquerda como um todo, no dia 28 de abril de 2017. Precisamos unir e somar as forças para construirmos a maior grave geral já vista na história desse país.


Nesses tempos sombrios que vive nosso país, que teve como início no golpe parlamentar contra a presidenta Dilma e segue contra os direitos dos trabalhadores, essa agenda de políticas para a elite só avança e o exemplo mais claro foi à aprovação da Lei da Terceirização, que flexibiliza os direitos e as relações de trabalho com vista a aumentar o lucro dos patrões e submeter os trabalhadores a menores salários, menos direitos trabalhistas, menos estabilidade de emprego.


A crise de representatividade que permeia o Congresso Nacional é tão clara e evidente que esses parlamentares que hoje apoiam essa agenda que não passou pelo crivo das urnas, se na campanha no qual se elegeram afirmassem que se eleitos apoiariam essas medidas como as reformas trabalhistas, da previdência, do ensino médio, hialinamente não seriam eleitos.


É tempo de resistência, luta e aproveitaremos o DIA 28 DE ABRIL para mostrar que nenhum direito a menos será tolerado e permitido, a luta de classes, atualmente, no Brasil necessita de uma unificação de todos os setores populares para construirmos uma agenda que possa trazer a esperança dos que mais precisam.

José Evaldo Ribeiro

Presidente da ASSEMA –Associação dos Servidores da Ematerce

Diretor de Politicas Sociais – Sindicato Mova-se

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome