Parlamentares e movimentos populares lançam Comitê Estadual em Defesa da Soberania

267

A iniciativa tem o objetivo de fortalecer as lutas no estado contra as privatizações.

Na tarde da última sexta-feira (11), aconteceu no Auditório da Comissões da Assembleia Legislativa, o lançamento do Comitê Estadual em Defesa da Soberania Nacional e Popular. Sob a liderança do deputado estadual Elmano de Freitas (PT), o Comitê conta ainda com a adesão dos deputados Moisés Braz (PT), Acrísio Sena (PT), Augusta Brito (Pc do B) e Renato Roseno (Psol); dos vereadores Ronivaldo Maia (PT) e Larissa Gaspar (PT), além de representantes de movimentos populares e de entidades sindicais.

O ex-Senador Roberto Requião (MDB), veio à Fortaleza para participar do lançamento. Ávido defensor da democracia, da liberdade de Lula e da soberania nacional, Requião foi recebido com o auditório lotado. Em sua fala contextualizou os interesses envolvidos nas privatizações anunciadas pelo atual presidente Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes. “Precisamos submeter as privatizações a um amplo debate nacional que leve em conta o projeto civilizatório do Brasil e a construção de uma sociedade soberana. Em Londres estão reestatizando o sistema de água, então estamos na contramão do mundo com nesse projeto liberal adoidado do Guedes”, declarou Requião.

Durante o evento também falaram representantes do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Petróleo (Sindipetro), que estão em campanha contra a privatização da Petrobrás; e da Federação Nacional dos Empregados em Empresas e Órgãos Públicos e Privados de Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares (Fenadados), ameaçados pela privatização do Serpro e da Dataprev. Joyce Ramos, militante da Consulta Popular, leu uma manifesto da Frente Brasil Popular que convoca a população para defender o país nos espaços institucionais e nas ruas diante das ameaças e desmontes do atual governo federal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome