Nova direção da CUT Ceará é empossada

237

A CUT será conduzida pelo metalúrgico Wil Pereira, reeleito presidente durante o 14º Congresso Estadual da CUT, realizado em dezembro de 2019.

A Direção Executiva que ficará à frente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-CE) até 2023 tomou posse na noite deste sábado (15/2), no Sindicato dos Comerciários de Fortaleza. A cerimônia foi prestigiada por cerca de 300 pessoas, entre dirigentes sindicais, dirigentes partidários, parlamentares e representantes dos movimentos sociais e do movimento estudantil. A nova gestão será conduzida pelo metalúrgico Wil Pereira, reeleito presidente durante o 14º Congresso Estadual da CUT (CECUT), realizado em dezembro de 2019.

Ao ser empossado, Wil Pereira fez um breve balanço do seu primeiro mandato, destacando que a CUT Ceará realizou e/ou participou de mais de 1.000 atividades distribuídas em todas as regiões do estado, durante o período que foi marcado por um golpe de estado, aprovação de reformas que prejudicam os trabalhadores e a chegada da extrema-direita ao poder. O dirigente também agradeceu a presença dos convidados que participaram da solenidade.

“Conduzimos a Central durante o maior ciclo de lutas desde a redemocratização. Participamos de mais de mil atividades em parceria com sindicatos, federações, frentes populares e movimentos sociais. Conseguimos derrotar a reforma da Previdência de Michel Temer, após colocar 500 mil pessoas nas ruas do Ceará na maior greve geral da nossa história, além de defender a liberdade e a inocência do ex-presidente Lula. Agora o nosso principal desafio é enfrentar o pacote de maldades do governo de Jair Bolsonaro, e faremos isso da mesma forma, com muita determinação, coragem e unidade”, ressaltou Wil Pereira, ao destacar que a 13ª Direção da CUT-CE inicia com o desafio de combater os ataques do governo de Jair Bolsonaro.

O presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM/CUT), Paulo Cayres, disse estar muito feliz com a recondução de um metalúrgico à Presidência da CUT-CE. “Wil, estou certo de que seu novo mandato será repleto de luta, pois a CUT Ceará nunca se furtou de estar nas ruas”, destacou o dirigente ao apontar ainda a CUT Ceará como “uma das mais bem organizadas e comprometidas do Brasil”.

“Trago o meu abraço fraterno e solidário para os novos dirigentes da Central Única, local em que tive a honra de ser presidente. Que a luta encabeçada hoje pelos petroleiros seja como um guia para os próximos grandes desafios”, disse De Assis Diniz, ex-presidente da CUT-CE- e Secretário de Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará.

Já o ex-presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares no Estado do Ceará (Fetraece), deputado estadual Moisés Braz (PT) reforçou as palavras de De Assis e destacou o papel da maior central do Ceará e a confiança depositada na nova direção.

O deputado federal José Guimarães (PT) afirmou que a CUT está fortalecida e que tem “não tem dúvida que com a força das ruas será possível derrotar o governo de Jair Bolsonaro. Sem a CUT a classe trabalhadora não teria tantas conquistas históricas”.

Concordando com o colega de bancada na Câmara Federal, a ex-prefeita de Fortaleza e deputada federal Luizianne Lins (PT) reforçou a importância de dialogar e organizar os trabalhadores que atuam em contratos intermitentes, terceirizados e/ou “uberizados”. “Eles aprovaram a reforma trabalhista para precarizar ainda mais as relações de trabalho. Nós, os parlamentares que defendem a classe trabalhadora em conjunto com a CUT, sindicatos e federações temos a responsabilidade de dialogar com esses trabalhadores e organizá-los para as muitas lutas que ainda estão por vir”.

Parcerias

Em nome dos movimentos sociais presentes, Keila Lima, representante do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Sem Terra (MST) no Ceará, agradeceu a cooperação com a Central estadual. “A vitória é somente para os que lutam. Portanto, precisamos permanecer juntos para enfrentar o atual momento vivido por este país e a conjuntura que está posta”, disse Keila.

Em nome da parceria com as outras centrais sindicais que atuam no Ceará, Luciano Simplício, presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), destacou que em março, além das atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher, a CUT e a CTB estarão unidas na Greve Geral do Serviço Público, convocada pelas entidades sindicais para o dia 18 de março. “Estaremos unidos nesta grande mobilização nacional em defesa da classe trabalhadora”.

Sobre a CUT-CE

Com 36 anos de história, a CUT-CE é uma organização sindical brasileira de massas, de caráter classista, autônomo e democrático, cujo compromisso é a defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora. No Brasil, a CUT-CE está entre as cinco maiores CUT estaduais, com 701.995 trabalhadores, distribuídos em mais de 300 sindicatos. Nacionalmente, a CUT está presente em todos os ramos de atividade econômica e já se consolidou como a maior central sindical do Brasil e da América Latina, além de ser a 5ª maior do mundo. Ao todo, são 3.806 entidades filiadas, quase 8 milhões de trabalhadoras e trabalhadores associados e 24 milhões de trabalhadores e trabalhadoras na base.

Nova direção

A nova Direção Executiva foi aclamada por 286 delegados e delegadas durante o 14º Congresso Estadual da CUT-CE (CECUT), realizado no antigo Hotel Romanos, em dezembro último.

 

Presidência

Francisco Wil e Silva Pereira

Vice-presidência

Helder Nogueira Andrade

Secretaria Geral

Lúcia Maria Silveira de Queiroz

Secretaria de Administração e Finanças

Emanuel Alves Lima

Secretaria de Comunicação

Maria Jizolda Evangelista Soares

Secretaria de Formação Sindical

Enedina Soares da Silva

Secretaria de Organização e Política Sindical

José Cândido da Silva Filho

Secretaria da Mulher Trabalhadora

Maria de Fátima Uchoa Sousa

Secretaria de Relações do Trabalho

Ana Cláudia Silva de Souza

Secretaria de Políticas Sociais e Direitos Humanos

Roberto Luque de Sousa

Secretaria de Juventude

Fernando Marques Ventura

Secretaria de Combate ao Racismo

Kátia Rogéria Rodrigues dos Santos

Secretaria de Saúde do Trabalhador

Carmem Sílvia Ferreira Santiago

Secretaria de Meio Ambiente

Claudemir Brito de Oliveira

Secretaria de Assuntos Jurídicos

Sebastião Costa do Nascimento

Secretaria de Cultura

Maria Edivânia da Silva Costa

Secretaria de Mobilização e Relações com Movimentos Sociais

Alan Robson Ricardo Alves

Secretaria Executiva

Maria Osmarina Modesto de Sousa

 

Direção Estadual

 

Diretor Estadual (01)

Francisco Ataíde de Oliveira

Diretor Estadual (02)

Cesariano Rodrigues Fernandes

Diretora Estadual (03)

Antônia Luciene Ferreira da Silva

Diretora Estadual (04)

Raimunda Alves de Pinho

Diretor Estadual (05)

Flávio Pereira de Sousa

Diretora Estadual (06)

Jocilene Matos Maia

Diretora Estadual (07)

Francisco José de Oliveira

Diretor Estadual (08)

Francisco Gomes Sobrinho

Diretora Estadual (09)

Ninívia Maciel Evangelista Souza Campos

Diretor Estadual (10)

Geraldo Alves de Sales

Diretor Estadual (11)

Leandro Medeiros de Lima

Diretora Estadual (12)

Alyne Kelly Albuquerque da Costa

Diretora Estadual (13)

Cândida Maria de Carvalho Lobato

Diretora Estadual (14)

Adriana Costa de Carvalho

Diretor Estadual (15)

Luiz de Souza Filho

Diretora Estadual (16)

Maria Ozaneide de Paulo

Diretor Estadual (17)

José Valmir Braz

Diretora Estadual (18)

Francisca Helenice Pereira

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome