Mova-se no Congresso Extraordinário da CUT

393

Reflexões sobre o futuro do Brasil e a luta em defesa da classe trabalhadora estavam entre as pautas da 15ª Plenária/Congresso Extraordinário e Exclusivo da Central Única dos Trabalhadores (CUT), realizada de 28 a 31 de agosto, em São Paulo. O Sindicato Mova-se foi representado pelo coordenador-geral em exercício Hernesto Luz defendendo os interesses dos servidores estaduais do Ceará.


Nos quatro dias de intensos debates em favor da democracia, a Central garantiu combater às reformas e o pacote de privatizações proposto pelo governo de Michel Temer, assim como a revogação da reforma trabalhista e a lei das terceirizações. Tais ataques também ameaçam o servidor público cearense que junto com o povo brasileiro enfrenta o maior golpe da história do país.  


Segundo Hernesto, esse encontro cumpre um importante papel na organização da classe trabalhadora brasileira diante dos ataques aos direitos, das conquistas e da democracia. “Precisamos estar atentos e preparados para resistir a ofensiva. Não vamos abaixar a guarda e tampouco aceitar retrocessos, principalmente de um governo ilegítimo”, afirmou.


Outro ponto de grande relevância debatido durante o congresso foi a defesa dos serviços públicos e seus servidores, tal tema reforça as alianças entre os servidores públicos municipais, estaduais e federais. Para o Mova-se, revogar a emenda constitucional 95, que congela os investimentos públicos na saúde e educação e que aprofunda o desmonte do serviço público é fundamental. “Não podemos admitir que os servidores e os serviços públicos sejam responsabilizados pela crise em que o país se encontra, atacar tais elementos é prejudicar a população mais carente que utiliza os serviços do estado, portando defender os serviços públicos e seus servidores é defender o povo brasileiro”, reforçou Hernesto.


Durante o Congresso Extraordinário foi lançado um calendário de lutas contra as reformas Trabalhista e Previdenciária e contra a entrega das empresas públicas. Umas das ações será o lançamento, no dia 7 de setembro, de uma campanha que terá a missão de colher mais de 1,3 milhão de assinaturas para enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei de iniciativa popular que revogue a nefasta reforma trabalhista de Michel Temer (PMDB).


Para mais informações sobre a agenda de lutas, acesse: http://bit.ly/2exSuKh

 

 

Serviço:

Assessoria de Imprensa

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

Facebook: facebook.com/SindicatoMovaSe

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome