MOVA-SE denuncia descaso com a vida dos trabalhadores(as) da hemodinâmica do Hospital de Messejana em Fortaleza

68

MOVA-SE denuncia descaso com a vida dos trabalhadores(as) da hemodinâmica do Hospital de Messejana em Fortaleza.
O Hospital de Messejana (CARLOS ALBERTO STUDART GOMES) vem ao longo do tempo se consolidado como referência no atendimento cardiovascular do Norte e Nordeste, apesar disso, os trabalhadores da Hemodinâmica sofrem com o descaso da gestão pública, prejuízo financeiros, perdas de direitos trabalhistas e falta de fiscalização do estado em favor das melhorias na condição de vida e de trabalho dos servidores.
Funcionando há quase 30 anos, a hemodinâmica é parte do protocolo para o atendimento de pacientes com problemas cardiovasculares graves. Importante ressaltar que os fatores de riscos presentes nas unidades de hemodinâmica são classificados como radiológicos, físicos, químicos, biológicos, psíquicos, ergonômicos, mecânicos e de acidentes. Tais riscos existem e são capazes de afetar a saúde dos trabalhadores.
O Sindicato MOVA-SE acolhendo as denúncias e reivindicações dos trabalhadores(as), entrou com um pedido de Inquérito Civil junto ao Ministério Público do Trabalho, solicitando a investigação para apurar provas e comprovar a situação de descaso e arbitrariedade contra os trabalhadores da Hemodinâmica.
Reforçamos que o MOVA-SE conta com a colaboração dos servidores públicos do Estado, lotados nos setores de Hemodinâmica dos hospitais estaduais, na luta por melhores condições de vida e de trabalho.
ONDE TEM LUTA, TEM MOVA-SE!
• Reivindicamos do estado a readequação do período de férias;
• Gratificação de risco de vida.
• Aposentadoria Especial.

Na luta pela valorização dos trabalhadores(as) da hemodinâmica

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome