Menp conclui pauta da campanha salarial 2013/2014

486

Nesta quinta-feira (19), integrantes da Mesa Estadual de Negociação Permanente (Menp), promoveu uma reunião para consolidar as reivindicações gerais e específicas dos servidores, além de informações técnicas, que serão apresentadas ao governador do Estado Cid Gomes, no dia 30 de setembro de 2013.


Entre os pontos apresentados destaca-se a busca pela unificação das tabelas salariais e ampliação das referências em dez níveis para todos os grupos ocupacionais: Atividade de Apoio Administrativo e Operacional (ADO), Atividade Nível Superior (ANS), Serviço Especializado de Saúde (SES) e Atividade Auxiliar de Saúde (ATS).


Segundo a coordenadora geral do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec), Jeruza Matos, é importante levar em conta que no Governo do Estado algumas categorias, recuperaram as perdas históricas. “Temos que lembrar a realidade de outros servidores, especialmente dos grupos ocupacionais ADO, ANS, SES e ATS que estão prejudicados na sua carreira tanto pela defasagem salarial como pela falta de perspectiva no seu crescimento profissional”, destaca Jeruza.


Outra luta enfatizada na reunião é quanto à assistência a saúde, em que servidores públicos (ativos, inativos, pensionistas e dependentes), exigem melhoria e ampliação, tanto na capital quanto no interior do estado onde a carência de especialidades médicas é precária, causando transtorno na vida dos servidores que tem despesas com transportes e acomodação. “Atualmente os serviços disponibilizados pelo Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (Issec) são limitados e precários, principalmente no interior, causando o deslocamento dos trabalhadores do interior para a capital. Por isso, há necessidade que o governo dedique maior atenção na assistência à saúde de qualidade”, afirma a coordenadora de Comunicação do Fuaspec e representante do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará (Mova-se), Rita de Cássia Araújo.


Também na reunião os servidores destacaram a necessidade de se promover concurso público para o preenchimento das carências de pessoal nos diversos órgãos do estado. Segundo informações da coordenação do Fuaspec, atualmente, em sua grande maioria, os órgãos públicos estaduais têm nos seus quadros de recursos humanos um número elevado de terceirizados, acima de 30% do total de servidores públicos, sem incluir bolsistas, estagiários e temporários.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome