Expectativas e Perspectivas para 2013/2014 x Legado

378

Muitas são as expectativas e perspectivas existentes em meio aos

eventos que acontecerão em 2014, e dentre elas podemos destacar as

mais importantes e com maior ênfase o futebool, por tratar-se da Copa

do Mundo de Futebool que, há 64 anos foi realizada no Brasil, e no

estádio do Maracanã, tendo como seu vencedor a seleção do Uruguai.


Em segundo plano vem as Eleições Majoritárias para a Presidência do

Brasil, senadores, governadores, Deputados federal e estadual,

respectivamente para todos os estados. Acontece que cada estado e

capital tem seus planejamentos firmados, inclusive legitimado pelos

poderes legislativo, executivo e judiciário, o que tem um significado

representativo muito grande, e que representa a vida em comum de todos

os parlamentos localizados em cada região brasileira.


Muitos brasileiros estão preocupados com os resutlados destes futuros

eventos referidos, e qual seria o legado que deiuxarão para a

sociedade civil brasileira que, ao longo dos tempos tem sempre pago a

conta resultante de todos estes acontecimentos que, na sua grande

maioria são financiados pelos cofres públicos, inclusive sem limites e

carências previstos para a garantia de tudo quanto será realizado e

custeado pelo o dinheiro público tão generoso, valioso e valoroso.


Cabe a cada um de nós brasileiros suprimir os devaneios decorrentes

destes eventos programados, mesmo sendo do grande interesse público e

da maioria do povo, mesmo assim tudo isto acontecerá de forma

consequente que se manifestará perante todos os cidadãos e cidadãs

brasileiros e mundial dependentes do futebool associachom.


O certo é que milhões e milhões de reais, dólares, euros e outros

moedas serão consumidos e gastos com todos estes eventos, mas ninguém

saberá definir os reais legados que ficarão disponíveis para os

brasileiros que hoje não tem nem mesmo água para beber nos confins do

nordeste pobre e paupérrimo de fome e miséria de necessidades, as mais

flagantes possíveis onde não tem quem os socorra durante os momentos

mais difícies registrados durante os últimos dois anos sem inverno e

ainda sem qualquer subsistência material para socorrer a todos aqueles

e aquelas que sofrem durante todas às 24 horas de suas vidas como

gente.


José Francisco Rodrigues

Assessor Sindical da ASENMESC

Membro Efetivo do FUASPEC

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome