Abril Vermelho do MST

35

Abril Vermelho do MST – A luta em defesa da terra, do direito à moradia e contra a fome ocupam a centralidade da Jornada Nacional de Lutas em Defesa da Reforma Agrária este ano. A jornada relembra também os 26 anos do massacre de Eldorado do Carajás-PA, onde 21 trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra foram brutalmente assassinados, no dia 17 de abril de 1996, com reforço constante ao debate sobre violência no campo e Reforma Agrária.

Com o lema “Reforma Agrária Popular: Por Terra, Teto e Pão”, o MST realizou ações em todo o país entre os durante o mês abril, atividades de solidariedade, doação de alimentos, plantio de árvores e a denúncia contra o modelo de produção do agronegócio. Além disso, o Movimento prevê realização de acampamentos pedagógicos com a Juventude Sem Terra, para construir processos de formação e debates em torno da conjuntura.

No Estado do Ceará, por exemplo, cerca de 80 famílias Sem-Terra, na busca por terra e moradia digna, ocuparam em 18/04 a Fazenda Lagoa dos Veados, em Ipueiras. Na Universidade Estadual do Ceará (Uece), bem como em diversas outras universidades e Institutos Federais no estado e pelo país, está em andamento a IX Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária. Hoje, dia 26/04, às 18h, no auditório da Reitoria da Universidade Estadual do Ceará (Uece) haverá uma aula pública com o tema “Reforma Agrária Popular e Projeto de país”. Vale a pena o servidor e a servidora pública, bem como todas as pessoas, se permitirem o conhecimento da história do MST e entender sua importância!

Por Fernando Carvalho/ Diretor do Sindicato Mova-se.

#MST

#MSTCEARA

#MOVASE

#FUASPEC

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome