Sindicato Mova-se em defesa do SUS

485

O Sindicato Mova-se fortaleceu o ato em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), da Seguridade Social e da Democracia realizado nessa quarta-feira, 06 de julho. A manifestação foi promovida pelo Comitê Unificado Saúde pela Democracia e a Frente Brasil Popular Ceará, em consonância com a convocação do Conselho Nacional de Saúde (CNS), pelo Dia Nacional de Luta pela Saúde.


Segundo o diretor do Mova-se e diretor da Saúde do Trabalhador da CUT-CE, Hernesto Luz, o momento pede esse combate contra o desmonte do SUS, partindo do princípio da discussão da PEC 251 que reduz os recursos da saúde e retira direitos. “Estima-se que entre os anos de 2017 e 2018, caso essa PEC seja aprovada, teremos um corte de 12 bilhões na saúde. Esse ataque precisa ser combatido, por isso alertamos todos os trabalhadores sobre esses desmontes nos serviços e programas públicos ameaçados pelo governo golpista de Michel Temer”, reforçou o diretor.

De acordo com a Frente Brasil Popular e o Comitê Unificado Saúde pela Democracia o SUS garante ao povo assistência médica hospitalar e farmacêutica, vacinas, produção e distribuição de medicamentos, combate a epidemias como dengue, chikungunya e zika. Para realizar esses serviços, o SUS só utiliza 4% do PIB para 202 milhões de pessoas, enquanto no sistema privado os gastos são de 4,3% do PIB com assistência médico-hospitalar para 50 milhões de pessoas.


Com a nomeação do ministro da Saúde Ricardo Barros, político ligado aos planos de saúde privados, ficaram nítidas suas intenções de privatizar e terceirizar os serviços do SUS, o que significa tirar do povo o direito a saúde, pois grande parte desse povo não tem condições de pagar por planos privados.


Com informações da Assessoria de Imprensa do Mova-se e da Frente Brasil Popular Ceará


Para informações, acesse https://www.facebook.com/FrenteBrasilPopularCE/

 


Serviço:

Assessoria de Imprensa

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

Facebook:facebook.com/SindicatoMovaSe

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome