Sindicato Mova-se cobra aumento orçamentário para manter ISSEC

418

Dirigentes do Sindicato Mova-se se reuniram na terça-feira (28/03), com o superintendente do Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (ISSEC), José Olavo Peixoto, acompanhado pelo diretor técnico, Madison Mont’Alverne e pelo diretor Administrativo Financeiro, Franzé Coelho, para reivindicar melhores condições de tratamento de saúde aos usuários.


Na reunião, os representantes do governo informaram sobre a redução do orçamento de 95 milhões para 75 milhões e afirmaram que para manter os serviços do ISSEC, seria necessária uma verba de mais de 110 milhões. Para o diretor do Mova-se, Ulisses Moreira, o valor atual é insignificante para atender os serviços de saúde. “Se com a verba de 95 milhões já era insuficiente para o bom funcionamento, imagine a redução desse valor. Na realidade, o governo não se dá conta que reduzir custos significa reduzir vidas”, afirmou.

Situação


Observa-se que o quadro de opressão do Governo do Estado em relação ao servidor público piora a cada dia, pois o volume de recursos investidos não condiz com a demanda dos usuários, ou seja, o orçamento não acompanha o crescimento de servidores após a inclusão de militares e de outras categorias.


Segundo o diretor do Mova-se, João Pinto, o estado além de reduzir os recursos para custeio, obriga que se faça contingenciamento no atendimento médico ao servidor. “Com uma demanda de 2 milhões em virtude de ações judiciais, o governo transfere essa responsabilidade para o servidor. Prova disso, são os mais de 4 mil procedimentos cirúrgicos aguardando autorização para pagamento. Um verdadeiro descaso com a saúde pública e com o trabalhador”, informou.

Serviços ameaçados


De acordo com os representantes do governo a subsistência do ISSEC passa pela coparticipação do servidor, e por conta da insuficiência orçamentária corre-se o risco de reduzir ainda mais os serviços ambulatoriais a partir de julho.

Interior


Sobre a situação dos atendimentos no interior do estado, onde o acesso aos serviços de saúde pelo ISSEC ainda é muito precário, a justificativa é de que os médicos e clínicas não aceitam o convênio por não acharem compensatória a parceria. O Mova-se reforçou que o serviço precisa ser estendido para todos os usuários independentemente de sua localização.

Encaminhamentos


O Sindicato Mova-se mobilizará os servidores públicos para que juntos barrem qualquer tipo de descaso na saúde pública, como forma de garantir um atendimento amplo e de qualidade para todos.


A reunião ocorreu na sede do ISSEC, em Fortaleza, e também contou com presença dos diretores sindicais Rita de Cássia Araújo e Evaldo Ribeiro.

 

Serviço:
Assessoria de Imprensa
Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se
Contato: (85) 3226.0665/99902.0458
E-mail: falecom@mova-se.com.br
Facebook: www.facebook.com/SindicatoMovaSe/

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome