Servidores paralisam atividades nos dias 23 e 24 de junho

511

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada no dia 13 de junho, na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se, deliberou-se nos dias 23 e 24 deste mês paralisação geral das atividades nas principais secretarias e autarquias estaduais contra o reajuste zero. Toda a mobilização terá o apoio de vários sindicatos e associações.


O movimento é uma resposta contra o reajuste zero anunciado pelo então governo dos trabalhadores, pelo sucateamento dos serviços públicos e a negativa do governador Camilo Santana à pauta de reivindicações da categoria, entre essas a recomposição das perdas inflacionárias.


Segundo o coordenador-geral do Mova-se, Flavio Remo, os servidores não vão abrir mão do índice inflacionário de 10,67% referente ao ano de 2015 e mais 2% de reposição de perdas acumuladas há 16 anos. “O momento é de mobilização da categoria e de conscientizar à sociedade sobre o descaso no serviço público. Vamos construir movimentos organizados para mostrarmos que quem errou foi o Governo e não o trabalhador”, afirmou.

Dividir para governar


Diante da proposta do Governo de negociar individualmente com cada categoria, o Mova-se entende que essa é uma forma de fragmentar a unidade do movimento na defesa dos direitos dos servidores. Para os representantes sindicais essa negociação não deve ser considerada como reposição salarial, mas sim uma maneira do Estado corrigir distorções ao repor direitos retirados dos servidores, como por exemplo, as vantagens conseguidas pelos policiais militares, civis, professores e outras categorias que tiveram descompressão de tabelas, promoções e outras correções.

 


Serviço:

Assessoria de Imprensa

Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará – Mova-se

Contato: (85) 3226.0665/99902.0458

Facebook: facebook.com/SindicatoMovaSe

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome