Nota de apoio ao decreto de isolamento social

25

“É melhor prevenir do que remediar!”

Nota de apoio ao decreto de isolamento social.

O sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Ceará, MOVA-SE,declara apoio ao decreto publicado pelo Governo do estado do Ceará, por entender que a medida de isolamento social é extremamente necessária, haja vista que o sistema de saúde do Ceará está próximo ao colapso.

Lembramos que as unidades de saúde estão superlotadas com as mais diversas doenças, inclusive pacientes com sintomas respiratórios.  As Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) estão com taxa de ocupação de mais de 90%, com os profissionais da saúde no limite de sua capacidade física e mental. A enfermagem e outras categorias já acumulam centenas de mortes, além das sequelas físicas e psicológicas deixadas na saúde desses trabalhadores. Não estamos falando apenas dos pacientes com Covid-19. Quando o sistema de saúde entra em colapso, faltam leitos, atendimento e medicamentos para o bebê prematuro, para o hipertenso, para o diabético, para quem sofre um acidente de carro ou até mesmo para quem simplesmente tem apendicite.

A alegação de que as medidas de isolamento não funcionam são infundadas. Em todos os lugares onde foram feitas da maneira correta e com responsabilidade, onde a população participou ativamente, as medidas tomadas reduziram consideravelmente a curva de contaminação e permitiram ao sistema de saúde aliviar a crise de saúde pública. Países que adotaram essa estratégia, como a Nova Zelândia e Austrália, já voltaram à vida normal, com prejuízos econômicos menores do que os enfrentados hoje no Brasil, onde o negacionismo que resulta na falta de compra de vacinas, orientações e insumos na hora devida, orquestrada pelo o Presidente da República e seus aliados tornem ainda mais graves a situação desumana imposta a população mais carente.

Ao mesmo tempo que somos a favor do isolamento social rígido, nossa preocupação se volta aos trabalhadores que obrigatoriamente são vítimas dessa ação radical.  Portanto, reafirmamos nossa bandeira de luta para: vacinação em massa da população, rastreamento e isolamento dos casos confirmados de Covid, testagem em massa, aumento da frota no transporte público, auxílio emergencial de no mínimo R$ 600,00 para a população carente, facilidades de empréstimo com juros com taxas próximas a zero para pequenas e médias empresas, estabilidade no emprego, custeio de água, luz e gás de cozinha.

VACINA PARA TODES JÁ!

TESTAGEM JÁ!

AUXÍLIO E AJUDA PARA QUEM TEM FOME!  

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome