Servidores da saúde realizam manifestação na SESA em Fortaleza

28

Manifestação convocada pelo Sindicato MOVA-SE trouxe para a porta da SESA – Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, carro de som, faixas, apitos e palavras de ordem, com objetivo de chamar a atenção do Governo do Estado sobre as demandas da categoria. O ato também foi contra a política desleal do Governador Camillo Santana. A referida atividade ocorreu nesta última quarta-feira, 30/10/2019. Informamos que durante o protesto, os gestores da SESA, chamaram os representantes do sindicato para conversar sobre as referidaspautas de reivindicações em questão.  Vejam os pontos de pauta:

  • Pagamento imediato das promoções em atraso desde 2012;
  • Imediata publicação do estágio probatório dos Concursados de 2006 que não foram publicados;
  • Nas unidades de saúde: Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão, Laboratório Central/LACEN e nos Hemocentros existem servidores que trabalham 02 horas além da carga horária e não recebem horas extras, e nem auxilio alimentação;
  • Retorno da Gratificação Especial de Desempenho (GED), nos moldes de 2012; (compromisso da atual gestão assumido em reunião com representantes sindicais);
  • Gratificação de Plantão Noturno nos Moldes de 2012;

• Conforme portaria nº 853/2001, solicitamos realização das eleições para a comissão da GITQ (Gratificação de Incentivo ao Trabalho com Qualidade);
• Concurso Público para todas as áreas, incluindo administrativo e reposição salarial de 20,64%.

Sobre o pagamento imediato das promoções, os gestores da SESA ressaltaram que irão lançaraté dezembro um cronograma, com objetivo de contemplar todos os servidores que contemplam por desempenho ou por produtividade.

Sobe à imediata publicação do estágio probatório dos Concursados de 2006 que até o momento ainda não foram publicado o edital, a SESA destacou que iria procurar saber onde se encontra o processo, no qual o sindicato já sabe que está na Casa Civil e que segundo eles iriam averiguar para resolver o caso com as devidas publicações necessárias.

Quanto ao terceiro ponto de pauta, referente às unidades de saúde: Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão, Laboratório Central/LACEN e nos Hemocentros no qual existem servidores que trabalham 02 horas além da carga horária e não recebem horas extras, e nem auxilio alimentação; Dr. Ernandes disse que vai ver o que será possível ser feito.

Outro ponto abordado foi sobre a portaria nº 853/2001, no qual o sindicato reivindica a realização das eleições para a comissão da GITQ (Gratificação de Incentivo ao Trabalho com Qualidade),fomos informados que a GITQ vai acabar e que já está sendo trabalhado e desenvolvido uma nova modalidade para substituir a GITQ, chamada GDI-Gratificação de Desempenho Institucional, portanto, não será mais necessário fazer eleições.  Ou seja, a Secretaria está elaborando uma nova Lei para convalidar a Lei existente a da GITQI.

Sobre o Concurso Público: No momento a perspectiva é realizar uma seleção pública que dura um ano e pode ser prorrogado por mais um ano. Essa seleção pública será por unidade.

Sobre os demais pontos de pauta: Concurso Público para todas as áreas, incluindo administrativo e reposição salarial de 20,64%, essa negociação seria com o Governador.

No final da reunião, dirigentes sindicais do MOVA-SE solicitaram da SESA que abraçasse a causa dos servidores da saúde e pedisse ao Secretário de Saúde do Estado do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues, mais conhecido como doutor Cabeto, o atendimento ao requerimento do MOVA-SE para uma reunião entre eles e o Governador Camilo Santana.

Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome