Repudiamos a truculência da polícia militar e do Governador Camilo “Sacana”

83

Estado de Repressão: Repudiamos a truculência da polícia militar e do Governador CamiloSacana

Servidores públicos do estado do Ceará, profissionais de diversas categorias e movimentos sindicais e populares foram recebidos com bomba e muita violência em ato contra a Reforma da previdência Estadual.

Desde o dia 16 de dezembro, está sendo realizados vários atos contra o projeto do governador Camilo Santana (PT) em que durante o início da votação da reforma da Previdência estadual realizada na manhã desta quinta-feira (19) na Assembleia Legislativa do Ceará, a Polícia do Ceará lançou bombas, spray de pimenta, balas de borracha e empurrões nos manifestantes, ferindo e sangrando mulheres e homens que protestavam contra a votação da reforma.

O Sindicato MOVA-SE expressa sua total solidariedade às professoras, sindicalistas e todos os servidores públicos agredidos violentamente, durante esses três dias de manifestação, sobretudo, mulheres que lutaram contra o estado de recessão e repressão do governo. A diretoria do sindicato manifesta também seu repúdio à truculência da Polícia Militar.

Lembramos que boa parte do déficit está relacionada ao sistema de terceirização em torno de79% da maquina pública é terceirizada. Acreditamos que para ter o equilíbrio orçamentário é preciso investir em concurso público.  Porém, infelizmente o Governador aderiu às ideologias de Bolsonaro. Toma à frente e apresenta a PEC da destruição das aposentadorias dos servidores que atende claramente os interesses políticos dessa contrarreforma aos estados.

Fotos: Tarcísio Aquino

Print Friendly, PDF & Email

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome