NOTA DE REPÚDIO AO PROJETO DO DEPUTADO CAPITÃO WAGNER

38

Recentemente, o deputado federal Capitão Wagner (PROS) apresentou projeto de lei (PL 2307/2019) que autoriza a polícia militar a se infiltrar em manifestações sociais.
A tentativa do deputado em criminalizar os movimentos sociais, sindicais e suas lideranças, reflete a permanência do autoritarismo e a ascensão crescente do fascismo em nossa sociedade. A criminalização e perseguição aos movimentos não é de hoje, a história está aí para nos contar que se governou e se governa com essa perseguição e usurpação dos direitos sociais e democráticos. O deputado se utiliza do braço repressor do Estado para manutenção dos seus próprios privilégios.
O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Estadual do Ceará/MOVA-SE repudia esse ato de censura e intolerância do deputado. Nós dirigentes sindicais desta entidade, reforçamos que o ato de se manifestar é um instrumentos mais do que legítimo numa ordem dita democrática, de resistência e de luta política, e segue na sua mais plena medida do exercício de sua cidadania. Não abriremos mão do livre direito de manifestação e protesto.
Somos legitimamente representantes da classe trabalhadora, e reivindicamos apenas construir um mundo melhor, mais justo e menos desigual. Não vão nos calar. Protesto não é crime!

MOVA-SE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome