MOVA-SE Em Ação!

61

Reunião discute adicional noturno e jornada de trabalho dos servidores do Abrigo Tia Julia.

Os Trabalhadores no Serviço Públicos Estaduais, locados no Abrigo Tia Julia, estiveram reunidos nesta segunda – feira, 20 de maio de 2019, com a Dr. Mônica, Coordenadora das Unidades da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos humanos, (SPS), para discutir e deliberar sobre a pauta do adicional noturno e jornada de trabalho dos servidores do abrigo.

Segundo a Coordenadora das Unidades, a presença dela no local é esclarecer que a Secretaria, (SPS), não irá excluir o beneficio do adicional noturno dos servidores, esse boato é fora de contexto, até porque segundo a Dr. Mônica, os salários dos servidores já são tão precarizados, que esse percentual é mais uma forma de sobrevivência dos trabalhadores(as), “portanto, podem ficar seguros que o adicional noturno será mantido…” reforça Mônica.

O objetivo da IAPS – Instituto de Assistência e Proteção Social e Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos humanos é fomentar uma parceria com o funcionalismo público que garanta a reorganização do corpo funcional dos equipamentos, tanto nas unidades de acolhimentos, quanto a unidade de saúde para sim melhorar a qualidade nos serviços e controle interno dos servidores.

A ideia da Secretária é deliberar o contingente humano a noite, no caso os servidores, e no período diurno os terceirizados. Fazer uma redistribuição das pessoas e serviços, respeitando rigorosamente os horários, ou seja, para quem trabalha 08 horas terá até 13 plantões e para quem trabalha 06 horas, fixará em até 10 plantões, observando que os trabalhadores(as) que laborarem a carga horária de 06 não dará direito ao vale alimentação.

Na unidade Tia Júlia hoje é acolhida 59 crianças e 20 funcionários por plantão, porém, durante a reunião, houve questionamentos e denúncias referentes à unidade, pois, a instituição acolhe crianças a mais do que a capacidade e consequentemente falta profissionais da área para suprir as demanda da casa. Além da carência de material básico como medicamentos, material de higiene e etc.

Ficou deliberado pela Coordenadora das Unidades da Secretaria de Proteção Social que a Secretaria irá disponibilizar a planilhas das promoções ainda este mês para os funcionários do abrigo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentário
Seu nome